NATAL DE FANTASIA

Chegou o Natal! Tudo o anuncia!…
A cidade enfeitou-se, vestiu sedas,
Perdeu todo o seu ar de nostalgia!
Ardem nas ruas, labaredas:
De sonho d’ilusão e fantasia!

Música, luz e cor, em demasia,
Dão à cidade um tom extravagante!
Como um palhaço, ri… finge alegria…
E o mundo, tudo aplaude, delirante!

Que importa a dor do nosso semelhante,
Toda a tristeza e lágrimas vertidas?!…
Isso não conta, é menos importante
Do que essas fantasias divertidas!

Que importa a alguém a vida d’outras vidas,
Que uns tenham pão na mesa e outros não!…
A miséria que vive às escondidas?!…
– Porque o mundo se nega a dar-lhe a mão!…

O que conta – é o egoísmo, a ambição,
O desamor, o ódio, a hipocrisia!
Tudo…menos Natal de amor cristão!…
Tanta luz… e tão pouco ela alumia!
Natal assim… sem luz no coração!…
Não é Natal, – é pura Fantasia!

(Do livro de Poemas “Cântico Liberto”)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s