Mensagem de Natal do Padre Laudo

Padre Laudo Corrêa

NATAL: AMOR PARTILHADO?

Não há quem permaneça insensível diante das festividades do Aniversário do Nascimento do Menino Jesus de Nazaré.

No Natal somos convidados a colocar em prática o dom da partilha. O nosso coração é tocado a partilhar o que temos com os que nada têm. Desta forma, somos ser em doação e construímos a paz e a concórdia.

Este Natal volta a estar marcado pela crise. Há muitos desempregados e com o coração aflito. São muitos os que não recebem ordenado, não têm dinheiro para pagar a escola dos filhos ou comprar alimentos e medicamentos. Assim não é fácil levar com ânimo a cruz quotidiana. Por tudo isto o Natal deste ano precisa “de ser marcado por uma maior partilha e actos de amor de doação aos outros.

Foi o que Deus fez connosco no Natal. Deu-nos o melhor que tinha: o seu Verbo, o seu Filho, o Menino Deus. E com Ele deu-nos a sua vida divina, a sua graça, a sua graça santificante, o seu amor em generosidade, o seu perdão, a sua redenção e a sua misericórdia”.

Foi através do Menino do Presépio de Belém, que é dádiva do amor incondicional, que nos vieram todos os dons. Deus é partilha e doação de Si mesmo.

“O Menino do Presépio é o dom precioso do Pai. Veio ensinar-nos a darmo-nos, a partilhar e a sermos vida para os outros”.

Em Jesus e com Ele, temos que ser doação para os outros para que os nossos irmãos possam viver o Natal de Jesus com o pão, amor e Deus presente nas suas vidas.

Devemos ajudar a viver a alegria do Natal, a Festa do Nascimento, a viver a paz e reconciliação, que Deus veio trazer à Terra.

O mundo está ameaçado pela lógica secularizada do individualismo, do egoísmo e da ausência de Deus como opção fundamental de vida.

Há conflitos, guerras, protestos, discórdias e confrontos, desalentos e fome, droga e sida, famílias em dor e sofrimento, violência, carência de dinheiro, de pão, de amor. Por tudo isto, é preciso que este Natal se semeie mais carinho, mais doação, mais partilha de nós, de bens, de alimentos, de carinho e de afecto.

Sendo um tempo de acolhimento do Deus menino, devemos rever as nossas atitudes cristãs ou outras e os nossos caminhos. Deste modo vamos redescobrir o significado das palavras: fraternidade, solidariedade, comunhão, alegria e esperança.

“Devemos ser homens e mulheres de fé, cristãos de coração generoso, prontos a amar e a servir, a doarmo-nos como fez Deus, em seu Filho, a nosso favor. Se não o fizermos, não há Natal autêntico, justo, partilhado, não haverá Festa de Deus nas nossas vidas”.

Senhor que nesta caminhada para o Presépio de Belém depositemos diante da Tua manjedoura todos os sonhos, lágrimas, alegrias e esperanças contidos nos nossos corações. Abençoa, Jesus Menino, cada criança, cada jovem, cada pai, cada mãe e cada idoso, colocando um pouco da Luz Eterna e do Amor Partilhado nos corações”.

“ E o Verbo se fez carne e habitou entre nós!”

VINDE SENHOR, JESUS!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s