Advento: preparação do Nascimento do Menino Jesus

Não há quem permaneça insensível diante das festividades do aniversário do nascimento do Menino Jesus.
É neste sentido que faço um convite a todos vós para que sejamos uma comunidade de fé, esperança, otimismo e confiança em Deus.
A vida humana, em sociedade traz consigo dificuldades imensas: com as tensões entre países, nas famílias, nas pessoas sacrificadas pelas guerras, nos ódios e nas violências que tantas e tantas vezes enchem de sofrimento a humanidade.
Outra causa de angústia, para o homem de todos os tempos, deriva da própria natureza como terramotos, inundações, secas e muitos outros fenómenos naturais que dificultam, não apenas o trabalho dos agricultores, mas a vida de todos os cidadãos.
Há ainda uma terceira causa de sofrimento, essa está radicada na fé cristã.
Apesar das dificuldades e da crise, somos filhos de Deus, cristãos e esperançosos no dia do amanhã e como as estações do ano, vivamos esse espírito no tempo do Advento.
O Advento é uma caminhada marcada pelas estações da vida, na expectativa de um tempo de preparação para a vinda de Jesus Cristo, que virá trazer a salvação aos homens, partilhando o seu amor divino e incondicional.
Neste tempo somos convidados a vivê-lo constantemente e em plenitude para podermos receber dignamente o Senhor em nossos corações.
Precisamos de participar neste itinerário preparando o nosso coração, a nossa vida, a nossa família e a nossa comunidade, para este grande acontecimento do mistério da Encarnação.
Estar sempre Vigilante na Fé e na Palavra de Deus, gera em nós a conversão e apela para o serviço ao nosso próximo e para a disponibilidade para reconhecer os sinais da “vinda” do Senhor em todas as circunstâncias da vida.
Devemos seguir o caminho traçado por Deus e não nos devemos perder por caminhos tortuosos, ou seja devemos “converter-nos” para seguir Jesus ao Reino do Pai e dar testemunho da alegria da fé vivida e a esperança que Jesus Salvador nos traz, nomeadamente através da caridade afável e paciente para com os outros.
Precisamos assim de estar abertos ao serviço e a todas as iniciativas do bem, através dos quais se constrói o reino futuro na alegria sem fim.
O Advento prepara-nos para o acolhimento do Senhor, que continuamente fica no meio de nós, contudo só quando seguimos o seu caminho podemos chegar ao Pai.
Ainda que Cristo nasça mil vezes, se não nascer nos nossos corações de nada valerá.
Esperando que cada um de vós tenha a humildade de abrir a vossa vida para que Ele nasça, cresça e se mantenha sempre presente em vosso coração, faço votos que tenham uma feliz caminhada ao presépio do nosso coração, para celebrar o encontro de Deus com a humanidade.

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s