JULHO, MÊS DEDICADO AO DESCANSO

IMG_0739

Um dia alguém me perguntou: Sr. Padre, quando o senhor vai de férias? Apesar da realidade em que vivemos, é muito importante que todos nós tenhamos alguns dias de férias, o nosso corpo e a nossa mente precisam de descanso, é um direito que a todos pertence. Quem trabalha um ano inteiro devia poder descansar e gozar de umas férias dignas e sérias, com repouso, sossego e algum tempo de lazer.

É pena que não seja assim para muitas pessoas neste momento de crise. E hoje, com tantos milhares sem emprego, sem salário, sem condições familiares, as férias vão ser mais raras. Mas não basta ter férias, é preciso saber vivê-las, saber aproveitá-las bem, saber gozá-las com sentido cristão. Quantos saem das férias mais cansados, mais esgotados, mais desfeitos por dentro?

Aproveito para partilhar uma reflexão de um colega, que vai nos ajudar neste clima de verão e de férias. “As férias podem e devem ser tempo para mais oração. Ao longo do ano, o trabalho, o stress, a correria por causa dos horários e de vida nem sempre deixam tempo suficiente para rezar. Nas férias, Deus devia ser contemplado com a nossa disponibilidade e gratuidade de mais oração, mais diálogo, mais companhia.

Podemos aproveitar as férias para nos dedicarmos à leitura. Lemos pouco e nem sempre lemos o que nos forma e nos enriquece. O tempo de férias poderá ser um momento privilegiado para boas leituras. Leituras formativas e descansativas. Leitura que enriquecem nossos conhecimentos culturais e religiosos. Há tanta coisa boa a ler, começando pela Bíblia, pelos documentos do Papa, por livros de espiritualidade, de teologia, de vida dos santos, etc. Um bom romance ou um bom livro de teologia também podem ajudar a enriquecer.

O período de férias pode ser dedicado também à caridade. Porque não dedicar algum tempo a visitar um doente, um familiar mais idoso e que viva mais só ou alguma instituição de solidariedade? Porque não dar algum do nosso tempo a ajudar os que mais precisam, a exercitar a nossa caridade? O tempo dedicado ao voluntariado enriquece-nos e distribuir mais alegria e mais felicidade à nossa volta. Há quem vá fazer voluntariado em África, mas todos podemos encontrar uma África perto de nós, na nossa vila ou cidade ou bem à nossa beira.

Nas férias dedique tempo à família! Todos se queixam que, durante o tempo de trabalho e de estudo, os momentos para a família são muito escassos. Não há muita oportunidade de conversar, de dialogar, de trocar impressões, de partilhar projetos. Aproveite as férias para pôr a conversa em dia, para um diálogo mais profundo, para uma partilha mais amiga. Não sejamos egoístas! Que os outros tenham lugar no nosso coração e no nosso tempo de férias!

As férias são também tempo de contemplação. Podemos dedicar momentos a coisas tão simples que estão ao nosso redor, por exemplo a olhar a imensidade do mar, a beleza das ondas, as areias da praia com olhar contemplativo é um precioso enriquecimento. Podemos apreciar o verde das florestas, ouvir o cantar dos pássaros, deliciar-se com a beleza das flores. São também modos de descansar, contemplando Deus e as maravilhas do seu amor. Precisamos de ter um olhar interior mais intenso e mais límpido para, aos poucos, ver e encontrar Deus em tudo e tudo em Deus.

Não fique em casa a ver televisão horas a fio ou a consultar a internet. Saiba arejar, descansar com qualidade, mesmo que não possa sair da sua terra. Aqui também podemos arranjar tempos e modos de bom descanso e de boas férias. Tenhamos qualidade inventiva para saber realizar um bom plano de férias e descansar a sério, com são divertimento, com repouso, com convívio, com leitura, com caridade, sobretudo com mais oração e mais vida de família.

Não dê férias a Deus! Não deixe de rezar e de participar na Eucaristia! Queridas criancinhas, não esqueçam de participar da Eucaristia, onde vocês estiverem, procurem ir à Santa Missa. Tenha disponibilidade para ir visitar o Senhor num sacrário, é essencial no tempo de férias. Com paz e sossego, com silêncio interior, tente conversar mais com Jesus. Porventura, uma visita a algum Santuário, para estar com paz e rezar, seria outro modo de ajudar a enriquecer-nos em tempo de férias. Contemplar obras de arte, como o Papa nos dizia há dias, pode ser um bom momento das nossas férias” (Dário Pedroso, s.j.).

Desejo a todos os leitores um bom descanso, esperando que dediquem tempo à oração, ao descanso, e que desfrutem de momentos de muita paz e alegria. Que Deus a todos ajude e abençoe! Que as crianças e jovens, procurem Deus na oração pessoal e na participação da Eucaristia com a família. Lembre-se de que não precisamos tirar férias de Deus, Ele faz parte da nossa vida. Que os doentes, os idosos, possam encontrar o apoio nestas férias com o seus familiares, os que passam carências encontrem em Deus seu alívio e seu repouso!

Padre Laudo Corrêa

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s